Os gatos dormem mais no inverno?

Embora por vezes não o pareça, os nossos animais também sentem e mudam os seus costumes adaptando-se às novas temperaturas. Surgem perguntas como: Porque é que o meu gato dorme tanto? ou, Os gatos dormem mais no inverno?

Os que temos gatos em casa sabemos que eles adoram dormir e que podem fazê-lo em qualquer lugar, em especial na nossa parte favorita do sofá ou na nossa cama. Costumam escolher os lugares mais frescos no verão e os mais quentinhos no inverno. Mas isto às vezes não é tão notado e ao falar com outros proprietários temos dúvidas se é normal ou se lhes está acontecendo alguma coisa.

Neste artigo do PeritoAnimal tentamos responder a estas pequenas dúvidas para que possa ficar alerta quando isso acontecer e ao mesmo tempo para que saiba o que é normal e o que não é.

Nem todos somos iguais

Quem tem a sorte de partilhar a vida com gatos, sabe que passam muito tempo dormindo e muitas vezes, tão tranquilamente, que adoraríamos poder fazer o mesmo junto com eles. Os gatos filhotes podem dormir até 20 horas por dia e os adultos entre 15 a 17 horas. Consideram-se estes valores normais segundo diversos estudos já realizados.

Tal como os humanos, os nossos felinos diferenciam-se uns dos outros. Temos alguns mais friorentos e outros a quem os verão não lhes agrada muito. Apesar de existir um valor médio para as horas de sono consoante a espécie, isto pode alterar-se por fatores externos que mudam o comportamento dos nossos animais. No próximos parágrafos vamos tentar esclarecer as dúvidas mais comuns.

Interior vs Exterior

A primeira coisa que devemos ter em conta para a diferenciação é se o o gato é de interior(não sai para a rua) ou de exterior (faz os seus passeios diários). Muitas vezes sito não é contemplado pelos donos no momento de considerar as temperaturas extremas.

Os de interior têm o grande privilégio de explorar o seu ambiente para escolher os lugares mais quentes no inverno e os mais frescos ou ventilados para aguentar o calor do verão. Mas a sua própria exploração às vezes pode traí-los uma vez que escolher lugares próximos de aquecedores, tomadas e chaminés onde podem sofrer queimaduras e resfriados quando se afastam destes lugares e mudam bruscamente de temperaturas, como processos respiratórios graves, em especial nos gatos de mais idade. Para evitar estes problemas devemos oferecer-lhes lugares quentes com a sua caminha e até mantas para que se possam esconder e se sentirem bem.

Os cuidados nos gatos de exterior são um pouco mais complicados mas não impossíveis. Podemos construir refúgios onde se possam esconder do frio ou da chuva e desta forma, conservar melhor o calor. Evite colocar mantas no seu interior porque tendem a conservar a umidade e podem gerar fungos no gato. Use camas de palha ou poliéster. No caso de encontrar algum gato com hipotermia é necessário levá-lo urgentemente ao veterinário mas pelo caminho pode envolvê-lo em uma toalha embebida com água quente (não deve estar a ferver) e assim que perceber que a temperatura corporal aumenta, seque o gatinho para evitar que continue perdendo calor corporal.

Em ambos os casos devemos prestar atenção à alimentação. Durante o inverno, tal como os humanos, os nossos amiguinhos precisam de mais calorias. Consulte o veterinário para evitar o sobrepeso e/ou a diminuição de peso do gato. Pode sempre aquecer a comida para que seja mais prazerosa na hora de comer. Muitas vezes, colocar o prato em um lugar com sol ajuda a estimular o apetite e realça os aromas. O seu gato vai agradecerá.

Dicas para os gatinhos bebês em casa

Existe alguma coisa mais linda que um gatinho enrolado no nosso sofá? Apesar de dizermos que os bebês podem dormir até 20 horas por dia, aqui lhe deixamos algumas dicas e conselhos para os ajudar a passar estes momentos da melhor forma possível:

  • Certifique-se de que à noite tem um lugar quentinho onde possa descansar.
  • Especial atenção com a comida e com a água, uma vez que podem adoecer com facilidade e não é tão fácil recuperarem.
  • Vacinas em dia, consulte o veterinário para que informe sobre segundo a idade do seu gato.
  • Se pretende sair para a rua, talvez precise de um pouco mais de alimento. Desta forma, você tem a certeza que pode regular a sua temperatura corretamente.

Tendo em conta estes dados, e sempre consultando o veterinário diante de qualquer dúvida, no Perito Animal desejamos-lhe que passe um inverno cheiro de mimo, cochilos em frente a lareira e noite felizes para toda a família.

Fonte: Perito Animal

Compartilhar com seus amigos:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
VK
Email
Print

Sedes

Bahia:
71 3391-1348

Sergipe:
79 3214-0368

Pernambuco:
81 3471-5342

Contato

0800 941 12 90

sac@amoedodistribuidora.com.br

Copyright | Todos os direitos reservados | 2019

Não vendemos para Pessoa Física